ANIVERSARIANTES DO MÊS

ANIVERSARIANTES DO MÊS

Tradutor - Translator - Traduttore - Traductor - Traducteur - Übersetzer - переводчик - 翻译 - 翻訳者

VIDA RELIGIOSA CONSAGRADA



Hoje todos os que são CONSAGRADOS a Deus através da vida religiosa celebram o seu dia. Eu como frade franciscano também me sinto feliz por celebrar minha consagração neste mês de agosto, o qual é destinado às vocações na Igreja.

Eu poderia falar unicamente da minha experiência vocacional na VIDA RELIGIOSA CONSAGRADA, mas não! Mas penso que falar do sentido de ser RELIGIOSO CONSAGRADO é falar propriamente de mim mesmo, considerando que sou um consagrado.

Alguns devem se perguntar: “O que é ser um consagrado?” A própria palavra já diz: COM O SAGRADO. É aderir a Cristo e amá-lo com todo o coração, com toda a alma e com todas as forças.

Algumas vezes as pessoas nos confundem com seminaristas. Os religiosos não são seminaristas. Os seminaristas são aqueles que também respondem ao chamado de Deus em suas vidas, mas que tem como objetivo serem PADRES, SACERDOTES, PRESBÍTEROS DA IGREJA. O RELIGIOSO é diferente. Primeiramente ele responde ao chamado de Deus, para servir a Igreja não como PADRE, mas numa vivência radical do Batismo através dos votos de Pobreza, Castidade e Obediência. Alguns RELIGIOSOS CONSAGRADOS recebem de Deus a graça de outra vocação: a de serem padres, mas antes de tudo, devem ser irmãos vivendo um carisma específico, para nós franciscanos, o carisma de São Francisco de Assis.

O vocacionado ou a vocacionada passa por diversas fazes de formação para assumirem estes votos, ou seja, sua consagração a Deus. Geralmente na primeira etapa são chamados de ASPIRANTES, na segunda etapa de POSTULANTES e na terceira etapa de NOVIÇOS. Depois temos a CONSAGRAÇÃO, na qual o religioso professa a Deus e diante de toda a Igreja de viver OBENDIENTE, seguindo a Jesus que “abandonou a sua vontade na vontade do Pai”; professa também o voto de POBREZA, seguindo a Jesus que “se fez pobre por nós neste mundo”, e o voto de CASTIDADE, para pensarem nas coisas do Senhor com o coração indiviso e amando a este mesmo Senhor numa vida evangélica e fraterna.

Há missões específicas na Igreja que requerem um tipo de serviço para o qual PADRE não seria a pessoa mais indicada, pois limitaria seu ministério na Igreja. Sendo assim, a missão do RELIGIOSO CONSAGRADO é desempenhar funções na Igreja liberando o padre para funções especificas do padre. Neste caso, os religiosos e as religiosas são homens e mulheres que vivem a experiência constante de serem cativados e seduzidos pelo amor de Deus.

Nós religiosos, homens e mulheres, não somos anjos, somos simples seres humanos. Não somos perfeitos, mas discípulos que se põem a caminho numa vida de ORAÇÃO, FRATERNIDADE, SERVIÇO E TESTEMUNHO. Queremos com a nossa consagração, vivenciar e testemunhar a bem-aventurança do céu aqui na terra.  Não estamos mais pertos de Deus, somos cristãos que buscamos constantemente a vontade de Deus no seguimento de nosso irmão e mestre: Jesus de Nazaré.

Eu posso dizer que Deus me seduziu e que eu me deixei seduzir. E que hoje mais do que nunca me sinto um homem, jovem, realizado e muito feliz. E que tudo aquilo que pela minha incapacidade humana não consigo completar, pela Graça de Deus, estou repleto.

Olhando para trás e procurando resumir tudo o que vivi poderia simplesmente dizer: “Vale a pena deixar tudo para ganhar o TUDO”.

Frei Bruno Alexandre Scapolan, ofm 

Nenhum comentário:

VISITANTES

QUEM SOMOS?

Com certeza você já ouviu falar de nós. SOMOS OS FRANCISCANOS, os irmãos menores. Com estas três palavras quase que lhe dissemos tudo: somos seguidores de Jesus Cristo ao modo de São Francisco de Assis; procuramos ser irmãos de todos, homens e mulheres, crianças e adultos, plantas e animais; e, além disso, com humildade, alegria e com poucas coisas materiais. Outra coisa que lhe convém saber, é que nós, franciscanos, trabalhamos nas mais variadas áreas, conforme as competências e formação de cada um e as necessidades da Ordem, da Igreja e do povo de Deus no mundo. Procuramos ser peregrinos e forasteiros, pacíficos e humildes, e assim vamos pelo mundo sem nada de próprio, trabalhando com fidelidade e devoção, conforme nos exigem as realidades e necessidades do nosso tempo. Seguindo os passos de Cristo pobre, humilde e crucificado, que reuniu os discípulos em torno de si e lhes lavou os pés.

Nós, frades menores, vivemos em fraternidade, no serviço e no dom recíproco. Queremos continuar anunciando a mensagem de Paz e Bem ao mundo na simplicidade e união fraterna.

Tem um lugar para você aqui também!

Conhecer não te compromete!

Acertar te realiza!

DEIXE AQUI O SEU E-MAIL PARA RECEBER NOTÍCIAS

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores