ANIVERSARIANTES DO MÊS

ANIVERSARIANTES DO MÊS

Tradutor - Translator - Traduttore - Traductor - Traducteur - Übersetzer - переводчик - 翻译 - 翻訳者

A NOITE ESCURA DA ALMA

Apesar dos conflitos que se vivia na Ordem, e dos sofrimentos que transpassavam a alma de Francisco, ele não se deixava exaltar pelos acontecimentos.
Já havia renunciado ao ministério de dirigir os destinos da Ordem, porém, continuava a carregar sobre os seus ombros a responsabilidade de mantê-la fiel ao ideal primitivo. Assim o exigiam os irmãos. Muitas vezes teve a tentação do desânimo, o desejo de começar tudo; ocorreu-lhe a fácil solução de se evadir dos problemas e houve ocasiões até que se tornou áspero e irascível no trato com os demais. Várias vezes reprimiu seu desejo de visitar Clara e suas irmãs de São Damião, a fim de não lhes demonstrar o conflito de seu espírito.
Ele sabia que tudo aquilo era uma prova e começou a compreender que era este o matírio que devia aceitar com  generosidade. Por isso, prosseguia rezando e saindo a pregar quando podia, pois sabia que as crises só podem ser enfrentadas de forma devida quando são assumidas na fé.
Em vista da rejeição que sofrera sua anterior redação da Regra e para atender aos muitos pedidos que lhe faziam, decidiu assumir a tarefa de redigir uma nova e mais curta do que a primitiva. Para fazê-lo com mais calma e de modo que resultasse de uma meditação retirou-se para o eremitério de Fonte Colombo, próximo à cidade de Rieti, em companhia do irmão Leão, seu grande amigo, e do irmão Bonísio que era formado em leis, em Bolonha.
Depois de algumas semanas de trabalho, o documento estava pronto.  Seguiram-se as consultas aos juristas da Cúria Romana, os retoques necessários e a apresentação ao Capítulo dos irmãos, exigências estas que prolongavam o martírio de Francisco, mas que ele assumiu como um tributo que tinha que pagar em troca da fidelidade ao Evangelho.

PARA REFLETIR

47. Anota a frase mais importante desta unidade.
      Explica porque ela te parece assim.

Nenhum comentário:

VISITANTES

QUEM SOMOS?

Com certeza você já ouviu falar de nós. SOMOS OS FRANCISCANOS, os irmãos menores. Com estas três palavras quase que lhe dissemos tudo: somos seguidores de Jesus Cristo ao modo de São Francisco de Assis; procuramos ser irmãos de todos, homens e mulheres, crianças e adultos, plantas e animais; e, além disso, com humildade, alegria e com poucas coisas materiais. Outra coisa que lhe convém saber, é que nós, franciscanos, trabalhamos nas mais variadas áreas, conforme as competências e formação de cada um e as necessidades da Ordem, da Igreja e do povo de Deus no mundo. Procuramos ser peregrinos e forasteiros, pacíficos e humildes, e assim vamos pelo mundo sem nada de próprio, trabalhando com fidelidade e devoção, conforme nos exigem as realidades e necessidades do nosso tempo. Seguindo os passos de Cristo pobre, humilde e crucificado, que reuniu os discípulos em torno de si e lhes lavou os pés.

Nós, frades menores, vivemos em fraternidade, no serviço e no dom recíproco. Queremos continuar anunciando a mensagem de Paz e Bem ao mundo na simplicidade e união fraterna.

Tem um lugar para você aqui também!

Conhecer não te compromete!

Acertar te realiza!

DEIXE AQUI O SEU E-MAIL PARA RECEBER NOTÍCIAS

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores