ANIVERSARIANTES DO MÊS

ANIVERSARIANTES DO MÊS

Tradutor - Translator - Traduttore - Traductor - Traducteur - Übersetzer - переводчик - 翻译 - 翻訳者

A PERFEITA ALEGRIA

Francisco, uma tarde, regressava de Perugia acompanhado pelo irmão Leão. As primeiras nevadas do inverno, naquele ano, haviam-se antecipado prematuramente. A tarde estava cinzenta e o caominho intransitável. Os dois penitentes avançavam penosamente esquivando com seus pés descalços os montículos de neve, ainda não derretida. Suas túnicas estavam úmidas e o frio lhes penetrava até os ossos.

A solidão do caminho e a quietude da tarde convidavam à reflexão silenciosa, porém, Francisco precisava falar. Apesar dos seus quarenta anos de vida ele já era um homem de grande maturidade espiritual. O contato com tantas pessoas, mais do que isto, a convivência com os irmãos de Ordem, haviam-lhe ensinado a descobrir as profundezas do coração humano, com todas as suas dimensões de grandeza e de miséria. Os acontecimentos dos últimos meses não fizeram mais do que ratificar, com realismo, suas dolorosas conclusões que, graças à sua profunda fé e à sua experiência de Deus, não deixaram rastros de ceticismo em sua alma.

Depois de caminhar várias léguas, decidiu-se a romper o silêncio. Em tom confidencial, disse-lhe: "Imagina, irmão Leão, que ao chegarmos à Porciúncula nos dessem a notícia de que ingressaram em nossa Ordem todos os sábios de Paris, ou muitos bispos, arcebispos, cardeais e até os reis da França e da Inglaterra; eu estou convencido de que isto não é a perfeita alegria".

Interrompeu por um momento o falar e logo acrescentou: "Imagina que os irmãos menores fôssemos os pregadores mais eloquentes e que convertêssemos a todos os infiéis e tivéssemos o dom de fazer milagres e o povo nos tratasse como a santos; eu aprendi, irmão Leão, que não é essa a perfeita alegria".

Depois de alguns minutos de silêncio, continuou dizendo: "Imagina que, ao chegar à Porciúncula, esta noite, mortos de fome e de frio e de cansaço, somos confundidos com dois esmoleres ou por um par de ladrões e não nos abrem a porta, e nos insultam até o íntimo, deixando-nos do lado de fora, por horas inteiras. Se, nesta espera, não perdemos a paciência nem o amor aos irmãos, eu te asseguro, irmão Leão, que nisto está a perfeita alegria".

O irmãos Leão, que seguia silenciosamente, percebia que, à medida que ele falava, o calor de suas palavras congelava-se com o frio da trade.

PARA REFLETIR

46. Dize, com tuas palavras, o ensinamento que te deixa este relato.

Nenhum comentário:

VISITANTES

QUEM SOMOS?

Com certeza você já ouviu falar de nós. SOMOS OS FRANCISCANOS, os irmãos menores. Com estas três palavras quase que lhe dissemos tudo: somos seguidores de Jesus Cristo ao modo de São Francisco de Assis; procuramos ser irmãos de todos, homens e mulheres, crianças e adultos, plantas e animais; e, além disso, com humildade, alegria e com poucas coisas materiais. Outra coisa que lhe convém saber, é que nós, franciscanos, trabalhamos nas mais variadas áreas, conforme as competências e formação de cada um e as necessidades da Ordem, da Igreja e do povo de Deus no mundo. Procuramos ser peregrinos e forasteiros, pacíficos e humildes, e assim vamos pelo mundo sem nada de próprio, trabalhando com fidelidade e devoção, conforme nos exigem as realidades e necessidades do nosso tempo. Seguindo os passos de Cristo pobre, humilde e crucificado, que reuniu os discípulos em torno de si e lhes lavou os pés.

Nós, frades menores, vivemos em fraternidade, no serviço e no dom recíproco. Queremos continuar anunciando a mensagem de Paz e Bem ao mundo na simplicidade e união fraterna.

Tem um lugar para você aqui também!

Conhecer não te compromete!

Acertar te realiza!

DEIXE AQUI O SEU E-MAIL PARA RECEBER NOTÍCIAS

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores