ANIVERSARIANTES DO MÊS

ANIVERSARIANTES DO MÊS

Tradutor - Translator - Traduttore - Traductor - Traducteur - Übersetzer - переводчик - 翻译 - 翻訳者

CAMINHO DIFERENTE AO DAS ARMAS

Desta vez sua viagem não havia fracassado. Já era uma realidade: achava-se em Damieta. Sua intrepidez e valentia haviam-no levado a ultrapassar as últimas trincheiras dos cruzados e a desatender aos múltiplos avisos de perigo que davam os entendidos. Parecia não entender o que lhe diziam e, por isso, chamavam-no de louco, mas ele sabia muito bem o que queria: uma outra forma de solucionar os problemas, não com as lanças, nem com as espadas, senão com a força persuasiva do amor e da humildade. 
Foi primeiramente para o meio do acampamento dos cruzados. Eles, pouco a pouco abriram-se à sua simpatia, até escutar com interesse suas exortações ao bem. Depois, atreveu-se a cruzar a linha de combate, sem outras armas que as de sua doçura. Foi com o irmão Iluminado. No início foram detidos pelos Sarracenos como suspeitos de espionagem e não foram  poucos os maus-tratos que suportaram até que conseguiram ser levados à presença do Sultão. Francisco arranjou-se como pôde falando em francês. 
Naquela ocasião o Sultão era Malek-el-Kamel, homem religioso e de alma de artista. Suas profundas convicções religiosas possibilitaram-lhe valorizar a pureza de intenção e os elevados ideais de Francisco. Por isso, tratou-o com simpatia e chegou a convidá-lo a se estabelecer entre eles. Nas várias entrevistas que tiveram, Francisco falou-lhe por diversos meios que se convertesse a Jesus Cristo. 
Uma mudança de mentalidade do sultão era pouco menos do que impossível, pois estava preso, pela política e por sua religião, aos interesses de seu povo. Francisco decidiu regressar então, rejeitando com amabilidade as insistentes solicitações que o Sultão lhe fazia de permanecer ali como hóspede seu, e os presentes com que o regalou. Aceitou com entusiasmo um passaporte, unicamente para visitar os lugares santos na Palestina. 

PARA REFLETIR

43. O que mais te chama atenção na forma de vida concreta como Francisco enfrentou sua missão entre os infiéis?
      Pensas que hoje também seja possível empregar os meios não violentos de Francisco? Como? Tens propostas concretas?

Nenhum comentário:

VISITANTES

QUEM SOMOS?

Com certeza você já ouviu falar de nós. SOMOS OS FRANCISCANOS, os irmãos menores. Com estas três palavras quase que lhe dissemos tudo: somos seguidores de Jesus Cristo ao modo de São Francisco de Assis; procuramos ser irmãos de todos, homens e mulheres, crianças e adultos, plantas e animais; e, além disso, com humildade, alegria e com poucas coisas materiais. Outra coisa que lhe convém saber, é que nós, franciscanos, trabalhamos nas mais variadas áreas, conforme as competências e formação de cada um e as necessidades da Ordem, da Igreja e do povo de Deus no mundo. Procuramos ser peregrinos e forasteiros, pacíficos e humildes, e assim vamos pelo mundo sem nada de próprio, trabalhando com fidelidade e devoção, conforme nos exigem as realidades e necessidades do nosso tempo. Seguindo os passos de Cristo pobre, humilde e crucificado, que reuniu os discípulos em torno de si e lhes lavou os pés.

Nós, frades menores, vivemos em fraternidade, no serviço e no dom recíproco. Queremos continuar anunciando a mensagem de Paz e Bem ao mundo na simplicidade e união fraterna.

Tem um lugar para você aqui também!

Conhecer não te compromete!

Acertar te realiza!

DEIXE AQUI O SEU E-MAIL PARA RECEBER NOTÍCIAS

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores