ANIVERSARIANTES DO MÊS

ANIVERSARIANTES DO MÊS

Tradutor - Translator - Traduttore - Traductor - Traducteur - Übersetzer - переводчик - 翻译 - 翻訳者

APRENDIZAGEM EM RIVOTORTO

Rivotorto é uma corrente que desce por uma das baixadas do monte Subásio até o vale da Úmbria em forma de ziguezague, para esquivar-se aos muitos obstáculos que encontra à sua passagem; daí, o nome que traz:  rio tortuoso. Em uma de suas margens, não muito longe da estrada que vem de Roma, havia uma choça abandonada. Quando os irmãos passavam por este caminho, ao invés de ir até à Porciúncula, preferiram deter-se nela. Apesar de ser muito pequena, achavam-na conveniente porque a água ficava ao alcance da mão, o bosque lhes facilitaria a oração e o hospital dos leprosos não distava muito.
Ali permaneceram durante vários meses. Fizeram a melhor escola de espiritualidade prática junto de Francisco que era o melhor livro de estudos para eles, com seu espírito de oração, sua grande capacidade de amor e compreensão aos irmãos, sua pobreza e desprendimento admiráveis e esse serviço humilde e alegre que prestava aos leprosos.
O acanhamento e a pobreza do lugar não foi empecilho para que aprendessem o sentido da fraternidade e o respeito à pessoa do outro: cada um tinha seu nome escrito nas vigas do teto, como para indicar o lugar reservado para sua oração e seu repouso. O carinho fraterno que os fazia vibrar entre si não lhes roubava o afeto que deviam prodigalizar a todos os demais, particularmente aos leprosos e mendigos. Sua dedicação à oração não sofria redução quando iam trabalhar nos afazeres da lavoura, para ganhar o pão de cada dia. seu afã em buscar as coisas de Deus não os fazia desinteressados das coisas da terra, mas ajudava a iluminá-las. Como no acontecimento político, quando passou por perto o imperador Ótão IV com todo o seu séquito. Os irmãos protestaram, não aparecendo para festejar a sua passagem, enviando apenas um representante para lhe recordar o efêmero do seu poder.

PARA REFLETIR

37. Destaca, do último parágrafo, os singulares ensinamentos que a experiência de Rivotorto deixa, no que se refere à pobreza, fraternidade e espírito de oração.


Nenhum comentário:

VISITANTES

QUEM SOMOS?

Com certeza você já ouviu falar de nós. SOMOS OS FRANCISCANOS, os irmãos menores. Com estas três palavras quase que lhe dissemos tudo: somos seguidores de Jesus Cristo ao modo de São Francisco de Assis; procuramos ser irmãos de todos, homens e mulheres, crianças e adultos, plantas e animais; e, além disso, com humildade, alegria e com poucas coisas materiais. Outra coisa que lhe convém saber, é que nós, franciscanos, trabalhamos nas mais variadas áreas, conforme as competências e formação de cada um e as necessidades da Ordem, da Igreja e do povo de Deus no mundo. Procuramos ser peregrinos e forasteiros, pacíficos e humildes, e assim vamos pelo mundo sem nada de próprio, trabalhando com fidelidade e devoção, conforme nos exigem as realidades e necessidades do nosso tempo. Seguindo os passos de Cristo pobre, humilde e crucificado, que reuniu os discípulos em torno de si e lhes lavou os pés.

Nós, frades menores, vivemos em fraternidade, no serviço e no dom recíproco. Queremos continuar anunciando a mensagem de Paz e Bem ao mundo na simplicidade e união fraterna.

Tem um lugar para você aqui também!

Conhecer não te compromete!

Acertar te realiza!

DEIXE AQUI O SEU E-MAIL PARA RECEBER NOTÍCIAS

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores