ANIVERSARIANTES DO MÊS

ANIVERSARIANTES DO MÊS

Tradutor - Translator - Traduttore - Traductor - Traducteur - Übersetzer - переводчик - 翻译 - 翻訳者

A PRIMEIRA LIÇÃO COMO MENDIGO

          Dentro daquela tormenta interior, Francisco foi compreendendo, cada vez melhor, que nãodevia contentar-se em socorrer os pobres e compartilhar com eles o que tinha, mas que devia assemelhar-se a eles. Porém... como fazê-lo? Alí em Assis? Seus compatrícios não o entenderiam. Aumentariam, sem dúvida, os seus conflitos. Mas, então, aonde? Seria, quem sabe, mais fácil em outro lugar... E passava por sua mente com insistência e tentação do escapismo.
          Por causa da necessidade que sentia de ver mais claro seu caminho, organizou uma viagem a Roma para rezar junto aos sepulcros dos Apóstolos Pedro e Paulo. Iria como peregrino e, demais..., talvez fosse a oportunidade de realizar seu sonho.
          Quando chegou a Roma não pôde rezar muito à vontade nos santuários. Estes lugares eram os menos indicados para o recolhimento por causa do ir e vir de curiosos e do comércio de velas e souvenirs; além disso, perturbou-o tanto ver que os peregrinos eram tão mesquinhos em dar esmolas que não pôde conter seu impulso: atirou como protesto um punhado de moedas que caíram sonoras sobre o solo de mármore.
Preferiu andar pelas ruas da grande cidade. Ao invés de deter-se nos suntuosos edifícios edifícios e nos monumentos do passado, sua atenção desviava-se involuntariamente até os mendigos que encontrava onde passava ou postados à entrada das Igrejas. De repente, como se fosse movido por uma força misteriosa, tomou a decisão de fazer-se um deles. não foi dificil de convencer um mendigo jovem a trocar as vestimentas com ele. Em poucos instantes estava lá, vestido de farrapos, no meio do grupo de indigentes que pediam esmola aos transeuntes e logo a repartiam entre si.
          Na verdade, aquela primeira lição como mendigo, mesmo difícil, havia deixado nele uma profunda sensação de paz como há muitos dias não sentia.


PARA REFLETIR

17. Achas que se pode classificar o gesto de Francisco como outra de suas loucuras momentâneas ou como um progresso em sua vida? Explique porque.

      Ao Sentir-se como um mendigo opera-se uma mudança de atitude diante dos pobres? Por que?

      Tu também sentiste alguma vez a tentação do escapismo?

Nenhum comentário:

VISITANTES

QUEM SOMOS?

Com certeza você já ouviu falar de nós. SOMOS OS FRANCISCANOS, os irmãos menores. Com estas três palavras quase que lhe dissemos tudo: somos seguidores de Jesus Cristo ao modo de São Francisco de Assis; procuramos ser irmãos de todos, homens e mulheres, crianças e adultos, plantas e animais; e, além disso, com humildade, alegria e com poucas coisas materiais. Outra coisa que lhe convém saber, é que nós, franciscanos, trabalhamos nas mais variadas áreas, conforme as competências e formação de cada um e as necessidades da Ordem, da Igreja e do povo de Deus no mundo. Procuramos ser peregrinos e forasteiros, pacíficos e humildes, e assim vamos pelo mundo sem nada de próprio, trabalhando com fidelidade e devoção, conforme nos exigem as realidades e necessidades do nosso tempo. Seguindo os passos de Cristo pobre, humilde e crucificado, que reuniu os discípulos em torno de si e lhes lavou os pés.

Nós, frades menores, vivemos em fraternidade, no serviço e no dom recíproco. Queremos continuar anunciando a mensagem de Paz e Bem ao mundo na simplicidade e união fraterna.

Tem um lugar para você aqui também!

Conhecer não te compromete!

Acertar te realiza!

DEIXE AQUI O SEU E-MAIL PARA RECEBER NOTÍCIAS

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores