ANIVERSARIANTES DO MÊS

ANIVERSARIANTES DO MÊS

Tradutor - Translator - Traduttore - Traductor - Traducteur - Übersetzer - переводчик - 翻译 - 翻訳者

PARTE V


Em 1224, vai para o Capítulo Geral, o último que assistiu, depois foi para o retiro. Onde um dia abre o Evangelho da Paixão de Cristo. Num outro dia teve a última visão: um homem com seis asas, como um Serafim, braços abertos e pés justos, fixados sobre uma cruz. E como meditava sobre essa visão, fundas feridas sangrentas formaram-se sobre suas mãos sobre os seus pés, e uma chaga aparece em seu peito. Francisco terminou sua caminhada à imitação de Cristo. É o primeiro estigmatizado do cristianismo.
Sentindo-se confirmado na sua missão pelos estigmas, Francisco retoma suas viagens. Estava gravemente doente e quase cego. Consegue que o transportem para a Porciúncula. Lá é vigiado por frades e guardado por homens de Assis armados. Então faz seus últimos gestos da imitação de Cristo. Benze e parte o pão e o distribui a seus irmãos. No dia 03 de outubro de 1226, recita o Cântico do Irmão Sol, lê a paixão no Evangelho de João e pede que o depositem na terra sobre um silício coberto de cinzas. Nesse momento um dos irmãos vê de repente sua alma, como uma estrela, subir direto ao céu. Tinha quarenta e cinco ou quarenta e seis anos.
No dia 25 de maio de 1230 a que acontecerá o sepultamento na Basílica antifranciscana construída por Frei Elias. A Última traição será a insuportável Basílica de Santa Maria dos Anjos, que o catolicismo pos-tridentino cobrirá e sufocará, a partir de 1569, a humilde e autêntica porciúncula.

Nenhum comentário:

VISITANTES

QUEM SOMOS?

Com certeza você já ouviu falar de nós. SOMOS OS FRANCISCANOS, os irmãos menores. Com estas três palavras quase que lhe dissemos tudo: somos seguidores de Jesus Cristo ao modo de São Francisco de Assis; procuramos ser irmãos de todos, homens e mulheres, crianças e adultos, plantas e animais; e, além disso, com humildade, alegria e com poucas coisas materiais. Outra coisa que lhe convém saber, é que nós, franciscanos, trabalhamos nas mais variadas áreas, conforme as competências e formação de cada um e as necessidades da Ordem, da Igreja e do povo de Deus no mundo. Procuramos ser peregrinos e forasteiros, pacíficos e humildes, e assim vamos pelo mundo sem nada de próprio, trabalhando com fidelidade e devoção, conforme nos exigem as realidades e necessidades do nosso tempo. Seguindo os passos de Cristo pobre, humilde e crucificado, que reuniu os discípulos em torno de si e lhes lavou os pés.

Nós, frades menores, vivemos em fraternidade, no serviço e no dom recíproco. Queremos continuar anunciando a mensagem de Paz e Bem ao mundo na simplicidade e união fraterna.

Tem um lugar para você aqui também!

Conhecer não te compromete!

Acertar te realiza!

DEIXE AQUI O SEU E-MAIL PARA RECEBER NOTÍCIAS

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores