ANIVERSARIANTES DO MÊS

ANIVERSARIANTES DO MÊS

Tradutor - Translator - Traduttore - Traductor - Traducteur - Übersetzer - переводчик - 翻译 - 翻訳者

FREI CLÓVIS FIGUEREDO


Frei Clóvis de Figueredo 
* 07/11/1948 
+07/04/2012 

Nascido aos sete de Novembro de Hum mil e novecentos e quarenta e oito, às dezesseis horas, em Ribeirão Corrente, Estado de São Paulo; foi batizado por frei José Soarez OSA, no primeiro dia de Dezembro de Hum mil e novecentos e quarenta e oito, na Catedral de Nossa Senhora da Conceição de Franca, Filho do senhor Luiz Gonzaga Figueiredo e da senhora Porcina Rezende Figueiredo. Foi crismado no ano de Hum mil e novecentos e cinqüenta e dois, em Ribeirão Corrente. Em onze de Fevereiro de Hum mil e novecentos e noventa e nove, foi admitido à vestição do nosso hábito na Igreja São Francisco de Assis, no noviciado franciscano, em Rodeio, Estado de Santa Catarina, tendo como sacerdote oficiante o Reverendo Padre frei Irineu Andreassa ofm; onde fez, também, sua primeira profissão religiosa aos nove de Janeiro de Dois mil. No dia dois de Maio de Dois mil e três, fez sua profissão solene na Ordem dos Frades Menores, sendo recebida pelo Reverendo Padre frei Valmir Ramos ofm. 

Seus formadores o descreveram, desde o início das etapas formativas, como: homem de oração, simples hospitaleiro, fraterno e responsável. Sua resposta, quando lhe foi perguntado por que entrar para a vida religiosa, foi: “Em minha juventude jamais me passou pela cabeça de seguir a vida consagrada. Mas sempre participei das celebrações e gostava de ajudar nas funções da Igreja. Em 1970, conheci a Ordem Franciscana através do Frei Roque Biscioni, que na época era pároco da Paróquia São Judas Tadeu, Franca. Em 1980, Frei David Précaro convidou-me para ser ministro da Eucaristia, do qual participei durante dezesseis anos. Foi neste período que senti a graça de Deus agir forte em mim, principalmente quando ia levar a Eucaristia para os doentes da zona rural, pois era um momento oportuno de interiorização na presença do Cristo vivo ali junto de mil. Em maio de 1996, Frei Mauro Luís de Oliveira, me convidou a ser religioso. O convite soou bem em meus ouvidos, mas pensei: eu com 47 anos de idade, quase sem estudo, pois só tenho o primeiro grau, como serei religioso? Mas frei Mauro reanimou-me dizendo que isso não impediria. Então respondi SIM.” 

No dia três de Novembro de Dois mil e quatro, recebeu a obediência de integrar a fraternidade de Ribeirão Preto e assumir o serviço de assistente OFS. 

No dia primeiro de Janeiro de Dois mil e onze, recebeu a obediência de integrar  a nova fraternidade de Ribeirão Corrente, sob a guardiania da fraternidade São Judas Tadeu de Franca. 

No dia sete de Abril de Dois mil e doze, vizinho à cidade de Jardinópolis, frei Clóvis veio a óbito quando o veiculo onde ele era passageiro, sofreu capotagem. Frei Clóvis, junto a seus irmãos, voltavam de veículo do funeral de um parente em Ribeirão Preto. 

As nossas fraternidades de Ribeirão Preto, Franca e Ribeirão Corrente correram atrás dos preparativos das exéquias e sepultamento. Às quinze horas do dia oito de Abril de Dois mil e doze realizou-se, com grande presença de fiéis e frades da Custodia Franciscana do Sagrado Coração de Jesus a missa das exéquias e corpo presente de frei Clóvis, com caixão lacrado. Na manhã, deste mesmo dia, o senhor bispo dom Pedro Luiz Stringhini participou do féretro que levou o caixão com o corpo de frei Clóvis do velório de Ribeiro Corrente até a Igreja Matriz de Santa Cruz. Após a missa de exéquias, missa do dia da Páscoa, seguiu o cortejo fúnebre até o local do sepultamento no cemitério municipal de Ribeirão Corrente.

Frei Flaerdi Silvestre Valvassori, ofm
Ministro Custodial

Um comentário:

Emerson Oliveira disse...

GRANDE FREI CLÓVIS, SÓ QUEM O CONHECEU PODE FALAR DA PESSOA EXCELENTE E MARAVILHOSA QUE ELE SEMPRE FOI...DEUS O ACOLHA EM SEUS BRAÇOS...
EMERSON - EX-POSTULANTE DA CUSTÓDIA.

VISITANTES

QUEM SOMOS?

Com certeza você já ouviu falar de nós. SOMOS OS FRANCISCANOS, os irmãos menores. Com estas três palavras quase que lhe dissemos tudo: somos seguidores de Jesus Cristo ao modo de São Francisco de Assis; procuramos ser irmãos de todos, homens e mulheres, crianças e adultos, plantas e animais; e, além disso, com humildade, alegria e com poucas coisas materiais. Outra coisa que lhe convém saber, é que nós, franciscanos, trabalhamos nas mais variadas áreas, conforme as competências e formação de cada um e as necessidades da Ordem, da Igreja e do povo de Deus no mundo. Procuramos ser peregrinos e forasteiros, pacíficos e humildes, e assim vamos pelo mundo sem nada de próprio, trabalhando com fidelidade e devoção, conforme nos exigem as realidades e necessidades do nosso tempo. Seguindo os passos de Cristo pobre, humilde e crucificado, que reuniu os discípulos em torno de si e lhes lavou os pés.

Nós, frades menores, vivemos em fraternidade, no serviço e no dom recíproco. Queremos continuar anunciando a mensagem de Paz e Bem ao mundo na simplicidade e união fraterna.

Tem um lugar para você aqui também!

Conhecer não te compromete!

Acertar te realiza!

DEIXE AQUI O SEU E-MAIL PARA RECEBER NOTÍCIAS

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores