ANIVERSARIANTES DO MÊS

ANIVERSARIANTES DO MÊS

Tradutor - Translator - Traduttore - Traductor - Traducteur - Übersetzer - переводчик - 翻译 - 翻訳者

CAMINHOS PARA A MISSÃO


Paz e Bem!!!
No dia primeiro de fevereiro, saímos do Convento Santa Maria dos Anjos de Franca-SP para iniciamos uma Experiência Missionária na Região da Amazônia, atendendo ao apelo do Ministro Geral da Ordem dos Frades Menores, Frei José Rodrigues Carballo, feito em 2009 para que os frades possam restituir o Dom da Vocação. A primeira experiência de viajar de avião para mim foi boa e tranqüila, uma coisa que me incomodou foi na hora do pouso, quando o piloto começa a despresurisação, porque os ouvidos começam a doer; fora isso, tudo ótimo.
Quando chegamos ao Aeroporto de Santarém-PA, Frei Alex Assunção, guardião e pároco da Fraternidade São Francisco de Assis – Monte Alegre, onde moro, estava nos esperando retirarmos as bagagens e fomos para casa-mãe dos frades da Custódia São Benedito da Amazônia. Antes, no caminho, ele passou pela orla do rio Tapajós, para que pudéssemos ver o rio, porém era noite.
No outro dia, pela manhã, pensávamos que viríamos para Monte Alegre conhecer nossa nova casa, foi então que Frei Alex disse que iríamos ficar em Santarém até domingo para participarmos de um curso para Formação de Líderes de Comunidades na sexta, sábado e domingo. O curso tinha como objetivo passar uma formação bíblica para alguns líderes das comunidades, para que depois eles fossem multiplicadores bíblicos nas comunidades através de uma formação de Escolas Bíblicas. Com isso, um dos nossos trabalhos aqui é repassar esta formação para algumas Comunidades. Como o curso começava na sexta, então nós tínhamos a quinta-feira livre, então o Frei Alex nos convidou para conhecermos um lugar turístico muito freqüentado aqui, chamado Alter do Chão (ou também conhecido como o Caribe da Amazônia). Um lugar bonito, como uma praia; passamos o dia lá, experimentamos um pirarucu ao escabexe e depois um tacacá, no final do dia voltamos e participamos da Eucaristia; e no outro dia, fomos para o curso. Lá fizemos contado com os líderes de muitas paróquias e comunidades da diocese de Santarém, e percebemos um povo simples com muita vontade, disposição e alegria por estar conhecendo melhor a palavra de Deus. Isto me deixou feliz, e ao mesmo tempo percebi uma responsabilidade muito grande para com este povo que é simples, com muito amor e carinho mais sabe muito bem o que quer, porque já sofreu muito nesta vida. No curso, eram senhores e senhoras, na maioria idosos e alguns jovens, porém todos com lindas historias de vida para contar e muita vontade estudar a Bíblia. Outra coisa interessante, foram às comidas: munguzá, bolo de macaxera, mingau de polvilho, baião de dois, caldeirada..., e a experiência de dormir na rede, que por aqui é muito comum as pessoas às vezes terem cama em casa, mas troca pela rede; o dormitório do encontro tinha capacidade para mais ou menos 100 redes. Terminado o encontro fomos para Monte Alegre, nossa nova morada; fizemos uma bela viagem pelo rio em uma balsa que durou 2h 15, nesta viagem passamos pelo encontro dos rios Tapajós e Amazonas, onde pudemos ver uma diferença na cor da água dos rios; vimos também muitos barcos, canoas e povos ribeirinhos. Nesta viagem foi triste perceber a dificuldade de uma família que estava na viagem e que levava o corpo da mãe para velar, conversando com eles, me disseram que a mãe havia passado mal e levaram para Santarém onde tem mais recurso médico, mas ela faleceu e tinham que trazer o corpo de volta para velar na cidade. Depois da balsa, andamos 1h30 de carro por uma estrada de terra e chegamos a Monte Alegre. Nossa chegada foi boa, fomos bem acolhidos e como estava na hora da Missa, nos arrumamos e participamos da Missa onde fomos apresentados à comunidade, que também nos recebeu muito bem; em seguida fizemos um recreio com os frades e alguns membros do Conselho Paroquial, para nos receber eles prepararam um jantar com comidas típicas: bolinhos de caraxi e um “pirão” de peixe, tudo estava muito bom. 
Aqui eles já começaram o carnaval ou como eles chamam é a batalha dos blocos, desde de janeiro todo domingo um bloco desfila; é um ensaio para a semana do carnaval e nossa casa fica em frente à praça onde acontece o desfile.
Na segunda-feira, Frei Alex nos levou para conhecer uma comunidade e o centro de Formação Paroquial e nos apresentou o programa que ele elaborou para o nosso trabalho aqui. Vamos estar nas comunidades rurais de quarta-feira, a domingo de manhã fazendo visitas as famílias, formação de líderes, encontros com crianças, jovens e adultos, visitas as escolas bíblicas e participação da vida da comunidade e das famílias. Vamos ter também um retiro mensal, um passeio e sempre no final do dia vai ter uma hora para partilhar o dia. Depois no domingo a tarde até na terça-feira ficamos na cidade; e nos dias em que estamos na cidade, nós rezamos as Laudes, cuidamos do Jardim, dos carros, praticamos esporte, rezamos as Vésperas, e a noite Missa ou Celebração da Palavra e formação. Fazem parte também da nossa Fraternidade: Frei Haroldo, Frei Elder e Frei Fábio. No mês Maio vamos participar da Missão Cururú, onde visitaremos as aldeias indígenas. Esta, é um pouco da nossa vida aqui, aos pouco vamos enviando mais notícias.

Frei Reinaldo e Frei João Antonio.

Nenhum comentário:

VISITANTES

QUEM SOMOS?

Com certeza você já ouviu falar de nós. SOMOS OS FRANCISCANOS, os irmãos menores. Com estas três palavras quase que lhe dissemos tudo: somos seguidores de Jesus Cristo ao modo de São Francisco de Assis; procuramos ser irmãos de todos, homens e mulheres, crianças e adultos, plantas e animais; e, além disso, com humildade, alegria e com poucas coisas materiais. Outra coisa que lhe convém saber, é que nós, franciscanos, trabalhamos nas mais variadas áreas, conforme as competências e formação de cada um e as necessidades da Ordem, da Igreja e do povo de Deus no mundo. Procuramos ser peregrinos e forasteiros, pacíficos e humildes, e assim vamos pelo mundo sem nada de próprio, trabalhando com fidelidade e devoção, conforme nos exigem as realidades e necessidades do nosso tempo. Seguindo os passos de Cristo pobre, humilde e crucificado, que reuniu os discípulos em torno de si e lhes lavou os pés.

Nós, frades menores, vivemos em fraternidade, no serviço e no dom recíproco. Queremos continuar anunciando a mensagem de Paz e Bem ao mundo na simplicidade e união fraterna.

Tem um lugar para você aqui também!

Conhecer não te compromete!

Acertar te realiza!

DEIXE AQUI O SEU E-MAIL PARA RECEBER NOTÍCIAS

Ocorreu um erro neste gadget

Seguidores